Por assessoria | Postado em: 04/08 - 21:30
Curso da Biolabore estimula produção de pães com adição de vegetais e redução de açúcar

Um curso prático foi desenvolvido com quatro padarias de Cascavel e Santa Tereza do Oeste atendidas pelo projeto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), via contrato da Cooperativa de Trabalho e Assistência Técnica do Paraná (Biolabore), com a Itaipu Binacional. A atividade teve como objetivo o desenvolvimento de pães com adição de vegetais e a redução de açúcar. O desenvolvimento e a busca incessante por um produto diferenciado resultou em seis pães de vegetais, ou tubérculos, com mandioca, abóbora, batata doce, cenoura, beterraba e milho, e dois pães integrais, sendo um com farelo e adição de farinha de trigo e o outro com uma mistura pré-pronta.

O treinamento contou com a presença de 15 pessoas das quatro padarias distintas, que entregam seus produtos a projetos como Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) municipal e estadual, e outros mercados.

O grupo de padarias havia se reunido pela última vez em 2020 e, desde então, devido à pandemia de Covid-19 não foram mais feitos encontros presenciais, porém, havia sido levantada a demanda por receitas inovadoras para produção de pães.

Mais saúde

Levando em consideração a resolução nº 6 de maio de 2020, para a retirada do açúcar na alimentação escolar, foi trabalhado com algo que os próprios produtores produzem e somado a isso, a retirada do açúcar inserindo um vegetal que possa ser aliado na hora de fazer o pão crescer, dar cor, textura e a aparência, atrativo às crianças na hora do consumo, conforme a técnica da Biolabore Andressa Padilha Marca.

A utilização dos vegetais também vem de encontro com o decreto 4.211, do Governo do Estado, que institui a alimentação escolar orgânica no sistema estadual de ensino fundamental e médio. O objetivo é incluir alimentos orgânicos gradualmente na alimentação dos alunos das mais de 2 mil escolas estaduais.  “Parte da produção virá da agricultura familiar”, observa Andressa Marca.

Considerando estes fatores, a intenção foi produzir um pão mais saudável e com valor nutricional mais enriquecedor, segundo a técnica da Biolabore.

Inovação e aperfeiçoamento

Nesta prática também foram estimulados outros processos de inovação para tornar os produtos mais atrativos ao consumidor.

A partir de agora haverá o trabalho individual, em cada padaria e, posteriormente será feita uma avaliação com relação às melhorias implementadas, assim como o aperfeiçoamento das receitas desenvolvidas.

Nota da instrutora do curso:

“Gostaria de deixar meu obrigado pelo trabalho que a Itaipu juntamente com a cooperativa da qual presto trabalho Biolabore, a gratidão de poder fazer a diferença na vida de tantas pessoas no decorrer desses quase 3 anos, espero que possamos continuar nessa caminha realizando o sonho de muitos produtores levando o conhecimento para que possam desenvolver um produto de qualidade. Meu muito obrigado”.

 

Mais Notícias

Fale conosco
Rodovia PR 488, km 63 - Linha Novo Paraíso - Centro Avançado de Pesquisa (CAP) - Santa Helena - PR - CEP: 85.892-000
(45) 3268 3258
biolabore@gmail.com.br
Biolabore Cooperativa de Trabalho e Assistência Técnica do Paraná
Todos os direitos reservados
Desenvolvido por 4aw