Por Assessoria | Postado em: 17/07 - 16:42
Parcerias possibilitam produzir mais e vender melhor na região Oeste

Ações conjuntas resultam em melhores condições de trabalho, comércio, produção, alternativas de cultura, preservação do solo e demais benefícios na região Oeste do Paraná. A Cooperativa de Trabalho e Assistência Técnica do Paraná (Biolabore), mantém pareceria com a Itaipu Binacional, por intermédio do Programa de Desenvolvimento Rural Sustentável, e com prefeituras. Exemplos podem ser destacados em Santa Tereza do Oeste.

O curso de cultivo amora preta é o segundo, de três treinamentos, que foi concluído. Este é um trabalho que também conta com a parceria do Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR), e prefeitura de Santa Tereza do Oeste. O cronograma prevê a oferta de conhecimento teórico e prático  de três culturas, morango, amora preta e uva rústica.

O compartilhamento de conhecimento visa estimular os agricultores a diversificar a produção com incentivo à fruticultura.

O curso foi ministrada pela doutra e pesquisadora do IAPAR, Alessandra Maria Detoni, com a participação de produtores, tanto de Santa Tereza do Oeste, quanto, Cascavel e Foz do Iguaçu, segundo o técnico agropecuário da Biolabore, Rafael de Souza  Torezan.

Conservação de solo

Outro projeto é de conservação de solo, ação que também é desenvolvida em parceria com a Secretaria de Agricultura de Santa Tereza do Oeste com o Recurso da Itaipu Binacional para conservação de solo e água. O projeto foi designado à Linha Guavirá, por ter revitalizado 8 km de estrada e instalado uma caixa de abastecimento para aplicação de defensivos agrícolas. Paralelamente houve emprego de recursos na conservação de solo em uma área de 450 ha, para a qual a Biolabore fez os projetos de conservação das propriedades e está responsável pela avaliação de execução da obra que iniciou no dia 08 de julho.  

Nesta parceria, as máquinas são disponibilizadas pela Administração Municipal. Os agricultores pagam o projeto e o município, custeado pela Itaipu executa o restante. “Esse é um dos focos da Biolabore, voltado a conscientizar os agricultores em fazer curvas de nível e proteger o solo da degradação hídrica, o que é de extrema importância para não deixar o modelo agrícola transportar solo e água diretamente para os rios e nascentes”, frisa Torezan.

Kits feira

Quanto à comercialização, uma forma de incentivo está voltada à entrega de cinco kits feira aos feirantes do município contendo, cada um: uma barraca, duas mesas, dois banco, quatro caixas altas, seis caixas baixas, um expositor. São três barracas de alimentos como espetinho, tapioca, pasteis e panificados, uma para barraca frutas e verduras produzidas na região e uma para produtos orgânicos certificados.

O Convênio Linha Ecológica, uma parceria entre Itaipu Binacional e o Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu, viabilizou a entrega de 220 ‘kits feira’ para as organizações de agricultores familiares da região, segundo o gestor do Convênio, Mauri Schneider

Incentivo

Segundo o prefeito de Santa Tereza do Oeste, Elio Marciniak (Kabelo), esta ação é extremamente importante pela parceria para o desenvolvimento de trabalhos com agricultores familiares e para diversificar a produção e comercialização. Aos agricultores as barracas novas proporcionam melhores condições de manejo e chamam a atenção de novos consumidores, isso consecutivamente traz mais renda e desenvolvimento agrícola para o município.

O intuito da assistência técnica e da Secretaria de Agricultura, segundo Torezan, é formalizar uma associação que fique responsável pela feira, Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), municipal e produção ecológica de frutas e verduras do município.

Mais Notícias

Fale conosco
Rodovia PR 488, km 63 - Linha Novo Paraíso - Centro Avançado de Pesquisa (CAP) - Santa Helena - PR - CEP: 85.892-000
(45) 3268 3258
biolabore@gmail.com.br
Biolabore Cooperativa de Trabalho e Assistência Técnica do Paraná
Todos os direitos reservados
Desenvolvido por 4aw